Opinião: “A Busca”

Image

Tive a oportunidade de ir há uns dias atrás na pré estreia do novo filme do diretor Luciano Moura, A Busca, protagonizado pelo (maravilhoso) Wagner Moura. Bem, eu não tenho experiência alguma em escrever sobre filmes, mas acho que pela oportunidade que tive não posso deixar passar batido e resolvi compartilhar minha visão sobre o filme com vocês.

abuscaA Busca traz à tona uma sensibilidade de deixar qualquer um envolvido e arrepiado. Falarei o mínimo possível sobre o enredo do filme, pois detesto spoilers e resenhas que entregam demais, e também porque entrei na sala sem nenhuma expectativa do que estaria por vir, crendo que seria bom apenas pela admiração pessoal que tenho pelo Wagner. Portanto, digo pouco: a trama é simples e, como muitos já devem saber, trata-se de uma situação em que uma família passa por um momento de bastante instabilidade em suas relações, tanto de marido e mulher como de pais e filho. Eles se deparam, então, com uma situação que obriga esse casal, em momento tão conturbado, a conseguir juntar forças desesperadamente para encontrar seu filho desaparecido.

E aí temos início à tal busca do título. O filme explora a delicadeza da situação do casal com uma realidade arrepiante que atravessa a tela, nos fazendo sentir a mesma confusão e as mesmas agonias. É cru, verdadeiro. Para o filme ter o impacto que tem devemos muito à suas atuações, claro. Wagner Moura trabalha em grande parte do filme praticamente sozinho, o que é de uma responsabilidade enorme e só comprova o seu talento. Qualquer falha de atuação desse personagem deixaria a história com outro gosto, mas Wagner interpreta o perfeito pai e marido em aflição. As paisagens também são marcantes, pois são reais, mostram bem o que está ao nosso alcance e como as coisas parecem ser tão complicadas em uma situação em que precisamos urgentemente de soluções. O que se sente é triste, mas poético: o mundo tem o mesmo silêncio, o mesmo comportamento, não importa a nossa dor, o nosso desejo. Tudo depende de como estamos vendo, do que é prioridade no momento. A fotografia é impecável, e o filho, que pouco aparece, traz em todas as cenas esse tom meio poético durante sua “fuga”.

a_busca_foto_2_580Apesar de todo o tom dramático do filme, a história tem vários momentos de leveza que amenizam a angústia da situação. Vê-se tudo através de uma outra lente em vários momentos, quando há um tom cômico certeiro e nada forçado – pelo contrário, que apenas torna tudo mais real, repetindo aquilo mais uma vez de que as situações rotineiras da vida dos outros são indiferentes aos seus problemas mesmo e nos fazem ter outro olhar a elas. Talvez a história deixe um pouquinho a desejar aqui e ali com pequenos detalhes e cenas um pouco “sortudas”, digamos. Existe, com certeza, coisas que só acontecem por ser mesmo um filme, por ser para ser assim, um aspecto talvez um pouco hollywoodiano em certos momentos – mas nada que tire o encanto do filme ou sua sensibilidade. Às vezes é preciso mesmo relevar e se deixar levar.

Ah, sim: a trilha sonora é encantadora e se encaixa perfeitamente nas cenas, se tornando essencial para determinados momentos. Faz com que o espectador, principalmente no fim, senta de verdade a emoção do filme. Em seu encerramento, a vontade é de continuar sentado, apenas ouvindo a trilha sonora até o fim, absorver o máximo do momento, da história que viu. Muito bonita mesmo.

O filme estreia hoje nos cinemas de todo o Brasil. Eu recomendo, e se você assistir, passa aqui depois para falar o que achou! ;)

2 comentários

  1. Quero muito assistir esse filme. =)
    Obrigada pela dica.

  2. olá! acabei de assistir o filme e concordo com tuas palavras. Vi até as ultimas letrinhas de agradecimentos, pois realmente ficamos envolvidos e com a sensação de querer ver um pouco mais do drama. Um atuacao impecavel de Wagner Moura. Vale a pena assistir.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: