2012 em filmes IMPERDÍVEIS


O ano de 2011 foi, como disse a grande jornalista Ana Maria Bahiana, o ano em que o cinema sentiu saudade do cinema. E não podemos dizer que não entendemos o motivo deste que foi, no quesito consumo de ingressos, o pior dos últimos 15 anos.

O grande problema do ano passado foi a onda em que o meio cinematográfico imergiu, apostando majoritariamente em remakes, sucessões e prequels – embora duas das principais tenham sido prazerosas surpresas (X-Men: Primeira Classe e Planeta dos Macacos – A Origem).

 

Porém, se 2011 foi um ano sem grandes novidades, sem tensão e ansiedade para os cinéfilos, o recém-chegado vem com potencial para remediar a situação e tentar compensar seu antecessor. 

Entre os principais lançamentos estão super-heróis conhecidos e amados, promessas de mais de US$ 1 bilhão em bilheteria (as duas maiores promessas do ano!), adaptações de sucessos literários e produções dirigidas por grandes nomes da 7ª arte. Assim, o ano começará com favoritos da academia e seguirá levado por cavaleiros que ressurgem…


Confira abaixo, títulos que darão o que falar nesse apocalíptico ano – e que você não quer perder de forma alguma! 


O HOBBIT: UMA JORNADA INESPERADA

(The Hobbit: An Unexpected Journey, de Peter Jackson) – longa adaptado da popular obra-prima de J.R.R. Tolkien será dividido em duas partes, “O Hobbit: Uma Jornada Inesperada” (lançado em 2012) e “O Hobbit: Lá e de Volta Outra Vez” (2013). Os dois esperados longas integram a prequel das histórias, já adaptadas para as grandes telas, ambientados na Terra-Média e foram completamente rodados com tecnologia 3D. ‘Sir’ Ian McKellen retorna como Gandalf, mesmo personagem que interpretou na trilogia “O Senhor dos Anéis” e Martin Freeman fará o protagonista Bilbo Bolseiro.


BATMAN: O CAVALEIRO DAS TREVAS RESSURGE

(The Dark Knight Rises, de Christopher Nolan) – fechando o ciclo de envolvimento entre Christopher Nolan e Bruce Wayne, é concluída a trilogia do homem-morcego. Com um elenco simplesmente sublime que conta com nomes como Anne Hathaway, Gary Oldman, Marion Cotillard e Joseph Gordon-Levitt, encabeçado pelo temperamental Christian Bale, e um clima sombrio, a continuação de “Batman: O Cavaleiro das Trevas” promete ser inesquecível.

 

 

OS VINGADORES

(The Avengers, de Joss Whedon) – uma união prazerosa de grandes super-heróis presentes em alguns dos melhores filmes do gênero nos últimos anos, este mostra a formação do exército composto por Tony Stark (Homem de Ferro), Clint Barton (Arqueiro) e Natasha Romanoff (Viúva Negra), entre outros, em missão de salvamento do planeta para Nick Fury e a agência internacional S.H.I.E.L.D. Uma grande curiosidade é a voz de Hulk, que interpretado por Mark Ruffalo contará com dublagem de Lou Ferrigno, maior intérprete conhecido do alter-ego verde de Bruce Banner. Melhor é impossível!


AS AVENTURAS DE TINTIM: O SEGREDO DO LICORNE

(The Adventures of Tintin, de Steven Spielberg) – não bastasse a direção de Steven Spielberg e produção de Peter Jackson, a animação ainda conta com o melhor do 3D e performance capture utilizados até agora. Baseado em duas histórias das HQs de Hergé, o filme mostra as aventuras do detetive e seu cãozinho, Milu.


 

JOGOS VORAZES

(The Hunger Games, de Gary Ross) – eleito o filme mais aguardado de 2012 por internautas nos EUA, a obra é adaptação do primeiro volume da trilogia de mesmo nome. O filme promete, assim como o livro, tratar de questões morais de amor e humanidade em meio juvenil. A confiança no sucesso é tão grande, que a Lionsgate – produtora responsável pela produção – já agendou data de lançamento para sua continuação, “Catching Fire“.


MILLENIUM – OS HOMENS QUE NÃO AMAVAM AS MULHERES

(The Girl with the Dragon Tattoo, de David Fincher) – a polêmica produção que transformou, fisicamente, Rooney Mara está se aproximando. Nova adaptação do romance de Steig Larsson promete ser mais sensível ao contar a história do elo formado por uma rebelde hacker e um jornalista na busca por uma mulher desaparecida. A série literária, trata de histórias de vingança de violência sexual, o que levou David Fincher a comentar inúmeras vezes que a exploração do fator sexual no filme vai um pouco além do esperado (pela academia, por exemplo).

 

 

O ESPETACULAR HOMEM-ARANHA

(The Amazing Spider-Man, de Marc Webb) – novato na direção cinematográfica, Marc Webb supreendeu quando seu primeiro filme foi lançado [(500) Dias com Ela] revelando sua visão sensível e tragicômica na medida certa para ser abraçado pelo mercado Hollywoodiano. Foi assim que o diretor de video-clipes envolveu-se no projeto que reiniciará a franquia do popular super-herói mostrando sua juventude e primeiros romances. O elenco conta com o belo e competente Andrew Garfield e a não menos bela ou competente, Emma Stone.


DRIVE (Drive, de Nicolas Winding Refn) – aclamado pela crítica foi um dos poucos que, no Festival de Cannes 2011, envolveu a platéia levando-a ao estado de êxtase (inclusive provocando aplausos). Com o evidente Ryan Gosling no papel de um dublê e motorista de fugas que tem sua personalidade levada ao limite ao envolver-se em um affair, o filme é contemporâneo, pop e violento. Uma produção à la Tarantino sem ligações com…Tarantino.



A INVENÇÃO DE HUGO CABRET (Hugo, de Martin Scorsese) – um dos maiores gênios em atividade no mundo, Martin Scorsese afirmou no final do ano passado que o “futuro do cinema está no formato 3D”. Assim, fazendo juz à declaração, ele teve o primeiro contato com a técnica rodando este novo filme, que conta a história de um orfão à procura de seu pai na Paris dos anos 30. O elenco conta com uma grande e extremamente adorável promessa feminina: Chloë Grace Moretz.


SHAME (Shame, de Steve McQueen) – levando mulheres de todas as idades ao delírio, o drama conta com Michael Fassbender no papel de um homem viciado em sexo que tem sua rotina alterada com a chegada inesperada de sua irmã. Outro filme que arrancou aplausos em Cannes, marca o reencontro de um talentoso e versátil ator com o diretor responsável por revelá-lo ao mundo. 

 

Claro, não é viável escrever todos os lançamentos que prometem nos surpreender no ano, portanto acima estão listados os mais esperados pelos cinéfilos e público geral. De qualquer forma, em uma espécie de menção honrosa, também fique de olho – E ASSISTA:


J. EDGAR (J. Edgar, de Clint Eastwood) – filme conta com o gigante potencial de Leonardo DiCaprio e Clint Eastwood ao explorar a vida pública e privada do controverso J. Edgar Hoover, fundador do FBI na década de 1930.


OS DESCENDENTES (The Descendants, de Alexander Payne) – George Clooney é um advogado do setor imobiliário que enfrenta uma tragédia e precisa aprender a lidar com duas filhas ao encarar seu passado e um futuro diferente. Adaptação do romance homônimo de Kaui Hart Hemmings, lançado em 2007.


CARNAGE (Carnage, de Roman Polanski) – primeiro filme após a prisão domiciliar do diretor, baseado na peça “O Deus da Carnificina” de Yasmina Reza, é ácido, cômico e foi aplaudido por jornalistas no Festival de Veneza 2011. A narrativa gira em torno do consequente encontro de dois casais após a briga de seus filhos na escola.

 

360 (360, de Fernando Meirelles) – o diretor brasileiro apresenta obra rodada em seis países que trata-se de uma reflexão romântica sobre a globalização e os mistérios do destino. O elenco reúne atores de 14 países, incluindo estrelas como os britânicos Anthony Hopkins, Jude Law e Rachel Weisz.


A DAMA DE FERRO (The Iron Lady, de Phyllida Lloyd) – divindindo opiniões a narrativa aborda uma mulher que foi admirada e igualmente odiada pelos britânicos: Margaret Thatcher. Toda a polêmica em torno da produção deve-se ao fato de que amigos da ex-primeira-ministra do Reino Unido consideraram o longa-metragem um insulto.


MY WEEK WITH MARILYN (My Week with Marilyn, de Simon Curtis) – empregado de Sir Laurence Olivier documenta a tensão entre o patrão, diretor de cinema, e a atriz Marilyn Monroe durante as filmagens de O PRÍNCIPE ENCANTADO.

 

UM MÉTODO PERIGOSO (A Dangerous Method, de David Cronenberg) – segundo filme com Michael Fassbender, agora em companhia de Keira Knightley e Viggo Mortensen, mostra a relação de Carl Jung com uma de suas pacientes e sua amizade conflituosa – que posteriormente transformou-se em inimizade extrema – com seu mestre, Sigmund Freud.


XINGU (Xingu, de Cao Hamburger) – a saga dos irmãos Villas Bôas é retratada do momento em que decidem viver uma grande aventura até a hora em que entram na maior briga de suas vidas, ao partirem em uma missão desbravadora pelo Brasil Central. Numa viagem sem paralelo na história, os irmãos Villas Bôas brigam pelos direitos indígenas à terra e, após diversos percalços sociais e políticos, conseguem fundar o Parque Nacional do Xingu.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: